fbpx

PRODUTOS

RENDA FIXA

  1. HOME
  2. »
  3. Renda Fixa
Renda Fixa

Como funciona a renda fixa?

É um investimento realizado diretamente em Títulos Públicos e Privados de Renda Fixa. Quando você compra um título de Renda Fixa, você está emprestando dinheiro ao emissor do papel, que pode ser um banco, uma empresa ou mesmo o Governo. Em troca, recebe uma remuneração por um determinado prazo, na forma de juros e/ou correção monetária, podendo receber, ainda, parcelas chamadas amortizações.

A XP desenvolveu uma exclusiva Plataforma de Renda Fixa para você operar Títulos Públicos, CDBs, LCIs, CRIs, LCAs, CRAs e Debêntures de maneira diferenciada. Com ela, você vai poder se informar melhor a respeito dos produtos disponíveis, comprar e vender com autonomia, transparência e agilidade, além de administrar sua carteira com facilidade e segurança. Tudo isso sem sair da frente do seu computador. São mais de 80 opções com taxas e rentabilidades muito competitivas, diversas delas garantidas pelo FGC.

Renda Fixa
Quando você investe em Renda Fixa pela XP, suas operações são registradas em seu nome (CPF/CNPJ) na Cetip, agregando assim muito mais segurança e transparência ao processo. Por essas e outras, a XP é a 1ª instituição a ganhar o selo Cetip | Certifica.

CDB - Certificado de depósito bancário

Os CDBs são títulos nominativos emitidos pelos bancos e caixas econômicas vendidos aos investidores como forma de captação de recursos do emissor.

Características

 

  • A remuneração pode ser em % do CDI, CDI + spread, Índices de preços (ex: IGP-M, IPCA) ou Taxa Prefixada;

  • Aplicação garantida pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) para valores até o limite de R$ 250mil por CPF ou CNPJ, por conjunto de depósitos e investimentos em cada instituição ou conglomerado financeiro, limitado a R$ 1.000.000,00 a cada período de 4 anos, para garantias pagas para cada CPF ou CNPJ. Para mais informações, acesse o site do FGC: www.fgc.org.br.

  • Produto registrado na CETIP em nome do cliente (CPF/CNPJ);

  • IOF para resgate antes de 30 dias;

  • IR via tabela regressiva.

¹Cobertura engloba principal e juros.

Certificado de recebíveis do agronegócio

Os Certificados de Recebíveis do Agronegócio estão vinculados a direitos creditórios originários de negócios realizados, em sua maioria, por produtores rurais ou suas cooperativas, relacionados ao financiamento da atividade agropecuária.

Características
  • A remuneração pode ser em % do CDI, CDI + spread, Índices de preços (ex: IGP-M, IPCA) ou Taxa Prefixada;

  • Possibilidade de estruturas com garantias (como alienação da terra e penhor da produção);

  • São negociados no balcão e registrados na Cetip ou no BovespaFix;

  • Isenção de IR e IOF para pessoa física no rendimento; ganhos de capital auferidos na alienação ou cessão dos ativos são isentos de IR para Pessoa Física (Instrução 1585);

  • Liquidez restrita no mercado secundário;

  • Destinado exclusivamente a investidores qualificados e profissionais;

  • Produto registrado na CETIP em nome do cliente (CPF/CNPJ).

Trata-se de uma modalidade de investimento que não conta com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

Certificado de recebíveis imobiliários

Os Certificados de Recebíveis Imobiliários são títulos lastreados em créditos imobiliários, representativos de parcelas de um direito creditório.

Características
  • A remuneração pode ser em % do CDI, CDI + spread, Índices de preços (ex: IGP-M, IPCA) ou Taxa Prefixada;

  • Possibilidade de estruturas com garantias (recebíveis imobiliários e/ou alienação fiduciária do bem imobiliário);

  • São negociados no balcão e registrados na Cetip ou no BovespaFix;

  • Isenção de IR e IOF para pessoa física no rendimento; ganhos de capital auferidos na alienação ou cessão dos ativos são isentos de IR para Pessoa Física (Instrução 1585);

  • Liquidez restrita no mercado secundário;

  • Destinado a investidores em geral, qualificados e profissionais (a depender da oferta);

  • Produto registrado na CETIP em nome do cliente (CPF/CNPJ).

 

Trata-se de uma modalidade de investimento que não conta com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

Debêntures

As debêntures são valores mobiliários que representam dívidas de médio e longo prazos de Sociedades Anônimas (emissoras).

Características
  • A remuneração pode ser em % do CDI, CDI + spread, Índices de preços (ex: IGP-M, IPCA) ou Taxa Prefixada;

  • São negociadas no balcão e registradas na Cetip ou no BovespaFix;

  • Podem contar com a isenção de IR e IOF (para pessoa física) no rendimento e no ganho de capital, caso estejam enquadradas como debêntures de infraestrutura (Lei 12.431);

  • Liquidez restrita no mercado secundário;

  • Produto registrado na CETIP em nome do cliente (CPF/CNPJ).

Trata-se de uma modalidade de investimento que não conta com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

Depósito à prazo com garantia do FGC

Os DPGEs são depósitos a prazo emitidos por instituições financeiras. Os bancos comerciais, múltiplos, de desenvolvimento e investimento, as sociedades de crédito, financiamento e investimento e as caixas econômicos são as instituições autorizadas a emitir este ativo.

Características
  • A remuneração pode ser em % do CDI, CDI + spread, Índices de preços (ex: IGP-M, IPCA) ou Taxa Prefixada;

  • Aplicação garantida pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) para valores até R$20 milhões¹, por CPF ou CNPJ, por instituição ou conglomerado financeiro;

  • Produto registrado na CETIP em nome do cliente (CPF/CNPJ);

  • IOF para resgate antes de 30 dias;

  • IR via tabela regressiva.

 

¹ Cobertura engloba principal e juros.

Fundos de investimento em direitos creditórios

Fundo de investimento que destina parcela preponderante de seu patrimônio líquido para aplicação em direitos e títulos representativos de créditos (direitos creditórios) provenientes de operações comerciais, industriais, imobiliárias, financeiras ou de prestação de serviços, entre outras.

Características
  • Rentabilidade diferenciada quando comparado a ativos com classificação de risco semelhante;

  • Pode ser aberto (permitindo a entrada e saída de cotistas a qualquer tempo) ou fechado (a entrada de cotistas não é permitida após o período de captação, e a saída não é permitida antes do vencimento);

  • Pode ter prazo de duração determinado (fundo fechado) ou indeterminado (fundo aberto);

  • Liquidez restrita no mercado secundário;

  • Destinado exclusivamente a investidores qualificados e profissionais;

  • Investimento mínimo inicial de R$ 25 mil;

 

Trata-se de uma modalidade de investimento que não conta com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

Letra de câmbio

Instrumento de captação das financeiras, com o objetivo de financiar suas atividades. Você empresta dinheiro às financeiras em troca de uma rentabilidade preestabelecida.

Características
  • A remuneração pode ser em % do CDI, CDI + spread, Índices de preços (ex: IGP-M, IPCA) ou Taxa Prefixada;

  • Aplicação garantida pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) para valores até o limite de R$ 250mil por CPF ou CNPJ, por conjunto de depósitos e investimentos em cada instituição ou conglomerado financeiro, limitado a R$ 1.000.000,00 a cada período de 4 anos, para garantias pagas para cada CPF ou CNPJ. Para mais informações, acesse o site do FGC: www.fgc.org.br.

  • Produto registrado na CETIP em nome do cliente (CPF/CNPJ);

  • IOF para resgate antes de 30 dias;

  • IR via tabela regressiva.

 

¹ Cobertura engloba principal e juros.

Letra de crédito do agronegócio

Título emitido por instituições financeiras públicas e privadas, vinculado a direitos creditórios originários do agronegócio.

Características
  • A remuneração pode ser em % do CDI, CDI + spread, Índices de preços (ex: IGP-M, IPCA) ou Taxa Prefixada;

  • Aplicação garantida pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) para valores até o limite de R$ 250mil por CPF ou CNPJ, por conjunto de depósitos e investimentos em cada instituição ou conglomerado financeiro, limitado a R$ 1.000.000,00 a cada período de 4 anos, para garantias pagas para cada CPF ou CNPJ. Para mais informações, acesse o site do FGC: www.fgc.org.br.

  • Isenção de IR para pessoa física no rendimento e no ganho de capital;

  • Produto registrado na CETIP em nome do cliente (CPF/CNPJ);

  • IR via tabela regressiva para investidores PJ.

¹ Cobertura engloba principal e juros.

Letra de crédito imobiliário

Instrumento de captação que pode ser emitido por instituições autorizadas pelo Banco Central, com objetivo de financiar o setor imobiliário que tem como lastro financiamentos imobiliários garantidos por hipoteca ou alienação fiduciária do imóvel.

Características
  • A remuneração pode ser em % do CDI, CDI + spread, Índices de preços (ex: IGP-M, IPCA) ou Taxa Prefixada;

  • Aplicação garantida pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) para valores até o limite de R$ 250mil por CPF ou CNPJ, por conjunto de depósitos e investimentos em cada instituição ou conglomerado financeiro, limitado a R$ 1.000.000,00 a cada período de 4 anos, para garantias pagas para cada CPF ou CNPJ. Para mais informações, acesse o site do FGC: www.fgc.org.br.

  • Isenção de IR para pessoa física no rendimento e no ganho de capital;

  • Produto registrado na CETIP em nome do cliente (CPF/CNPJ);

  • IR via tabela regressiva para investidores PJ.

 

¹ Cobertura engloba principal e juros.

Letra financeira

Instrumento de captação de recursos exclusivo das instituições financeiras.

Características
  • Prazo mínimo de 2 anos (sênior) e 5 anos (subordinada);

  • É vedado resgate total ou parcial antes do vencimento;

  • Investimento mínimo de R$150 mil (sênior) e R$ 300 mil (subordinada);

  • A remuneração pode ser em % do CDI, CDI + spread, Índices de preços (ex: IGP-M, IPCA) ou Taxa Prefixada;

  • Liquidez restrita no mercado secundário;

  • Produto registrado na CETIP em nome do cliente (CPF/CNPJ).

 

Trata-se de uma modalidade de investimento que não conta com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

Títulos públicos federais

São títulos emitidos pelo Governo, por meio do Tesouro Nacional, com a finalidade de captar recursos para o financiamento da atividade pública. Em função disso, são vistos pelo mercado como de baixo risco.

Todos os títulos públicos são ativos de renda fixa, ou seja, o investidor conhece as condições de remuneração no momento da compra do papel, e caso fiquem com o título até o vencimento, a remuneração final será exatamente a contratada na aplicação.

A relação entre taxa de juros e preço unitário é inversamente proporcional. Quando a taxa de juros cai, o preço sobe. Quando a taxa de juros sobe, o preço cai. E essa variação será tanto maior quanto maior for o prazo remanescente do título.

Vantagens

  • Segurança: 100% garantidos pelo Tesouro Nacional.

  • Liquidez: Liquidez diária pela plataforma da XP

  • Baixo custo: Baixo custo e baixo valor mínimo exigido de aplicação.

  • Diversidade: Opções de investimentos pré ou pós fixados, além de opção para proteção quanto à inflação.

Os investimentos em títulos públicos podem ser feitos através da Plataforma de Renda Fixa da XP Investimentos ou do site do Tesouro Direto.

 

 

Características da plataforma da XP

 

  • Títulos disponíveis: Tesouro Selic (LFT), Tesouro IPCA + com Juros Semestrais (NTN-B), Tesouro Prefixado com Juros Semestrais (NTN-F) e Tesouro Prefixado (LTN).

  • Horários: 10h – 17h

  • Liquidação: Liquidação das operações de aplicação ou resgate são realizados no mesmo dia da confirmação da ordem (D+0).

  • Registro: Os títulos públicos negociados através da plataforma da XP são custodiados na Selic e serão consolidados no seu extrato (Portal Minha Conta), junto com os outros investimentos realizados na XP Investimentos.

  • Outras exigências: A quantidade mínima, ao negociar pela plataforma da XP, é de 1 título.

Renda Fixa

As melhores soluções de investimentos em uma só plataforma.

Tenha os melhores assessores do Brasil ao seu lado.

Tenha os melhores assessores do Brasil ao seu lado.